Início > 4º Álbum, Lost! (in translation), Uncategorized > Anxiety and all its friends

Anxiety and all its friends

Novamente a Rolling Stone vem nos trazer novidades sobre o quarto álbum, o qual, após longa espera e especulações (impertinentes), já parece ter sido batizado: como anunciado (com certo furor) pelo site oficial, Viva la Vida or Death And All His Friends será o título do ansiosamente aguardado (redundância?) disco. O fato de o artigo referir-se ao CD já com esse nome aponta para uma confirmação da dúvida que as aspas posteriormente adicionadas no coldplay.com levantaram.

Image and video hosting by TinyPic 

No estúdio: Coldplay

            Em um sábado à noite, ao fim de fevereiro, o Coldplay está em seu estúdio particular, situado no norte londrino, ouvindo novas músicas que foram editadas. Após terem passado meses compondo e gravando ao lado do produtor Brian Eno, a banda está, no momento, trabalhando na minuciosa finalização do quarto disco, Viva la Vida or Death And All His Friends. Semanas antes, Eno havia os deixado para desenvolver o novo CD do U2, deixando a mixagem, os toque finais e discussões acerca do repertório para o Coldplay. “Ouvi uma citação do Bono que dizia que ‘a razão por uma banda acabar não deveria ser dinheiro, mas o tracklist’”, diz o vocalista Chris Martin. “Nada poderia ser mais pertinente a essa altura”.

             Mais cedo naquele dia, os músicos haviam entrado em um acordo sobre a seleção de seis importantíssimas canções que vão servir de âncora para o álbum – e juraram finalmente terminar as gravações e enfocar a mixagem. Enquanto seus três companheiros estão escutando Strawberry Swing, uma nova música influenciada pelo Afro-pop, Martin invade a sala onde eles estão e chama Jonny Buckland para fazer novos cortes em 42. A faixa – [uma elaborada composição formada por três partes, com um ritmo sinuoso de piano, cordas e batidas que evoluem para um clímax frenético, ao longo de versos intempestivos]¹ é uma daquelas de que todos da banda gostaram, além de ser uma das mais cotadas para ser o primeiro single.

             Com certa relutância, Buckland entra no estúdio junto a Martin, onde eles ocupam a hora seguinte testando riffs de guitarra mais e mais pesados. Enfim, depois de Martin animar Buckland a realizar uma nova tentativa, o guitarrista recua. “Acho que está bom desse jeito”, ele diz antes de concordar com o pedido do vocalista. “Parece que estamos no mesmo processo de conclusão há seis meses”, ele afirma depois. “O estágio inicial foi divertido – não arrancamos os cabelos tantas vezes. Na etapa seguinte, começamos, de repente, a pensar ‘bom, temos de descobrir quais músicas são boas’. E essa fase final, que tem durado um bom tempo, está ficando cada vez mais intensa.”

             Com Viva la Vida or Death And All His Friends, o Coldplay nitidamente rompe com os hinos embalados por piano e guitarra que têm sido, até então, seus maiores sucessos. “Sentimos que os três primeiros álbuns formavam uma trilogia e nós a finalizamos”, diz Buckland. “Queríamos fazer algo diferente.”

             O grupo planeja voltar ao cenário musical com Violet Hill, a qual o público conhecerá antes do lançamento de VLVODAAHF. A canção inicia-se com um riff de guitarra irregular e distorcido até evoluir para uma batida que lembra blues. Entre as notáveis mudanças, está a voz de Martin: o falsete, marca registrada do cantor deu lugar a um tom mais grave. Em Yes, ao longo de irresistíveis arranjos de cordas e percussão norte-africanas, ele praticamente lamenta: “If you’d only, if you’d only say yes … I’m just so tired of this loneliness.” Minha professora de canto disse que, para ela, minha voz fica provocativa² quando canto ‘baixo’”, declara Martin.

             Apesar das onze milhões de cópias que o Coldplay já vendeu, o vocalista enxerga VLVODAAHF como um projeto que ou fará sucesso ou será um fracasso. “Pode ser nossa última jogada nesse momento importante”, ele diz. “Há algo em minha mente, [como uma associação artística]³. Há uma voz que aparece às três da manhã junto trazendo músicas. Deve haver uma idade em que você diz ‘Ah, dane-se, vou voltar pra cama’. Porém, ainda estou na fase em que vou levantar e resolver isso. Tom Waits ou Bob Dylan diziam que essas coisas te incomodam até que você vá lidar com elas. Acho que é semelhante à compulsão em se masturbar.” O baixista Guy Berryman acrescenta: “Grandes bandas – Pink Floyd, The Beatles – estão sendo explorando.”

             De volta ao estúdio, por volta das duas da madrugada, Buckland e Martin tocam um trecho de 42 continuamente, tentando criar o riff de guitarra perfeito. Ao que parece, os últimos retoques da noite foram inspirados por um comentário irrefletido de que a música soava como uma da Radiohead. “Não há nada de errado em parecer com [eles]”, diz Martin. “É só que a música soa assim na minha cabeça. Temos de fazer do jeito certo.”

¹Copiei o que a RS já havia escrito, já que descrições são semelhantes, porém este artigo daria um pouco mais de trabalho.

²No texto original, Chris utiliza a expressão aroused que pode tamém ter uma conotação sexual, além de ligá-la à sua instrutora de canto.

³Nesse trecho, eu relmente apelei para uma (infeliz) tradução literal porque eu não entendi bem esse trecho: as in artistic relevance.

Fonte: Coldplay Chile

Advertisements
  1. CriS_SantoS
    20 Março, 2008 às 11:26 pm

    Nossa, como o Chris tá um gatão nessa foto, hein? heheheh Pelo visto não é só a professora que fica “aroused” com ele hahaha

    Novo cd promete muito!!

    Bjo Su =*

  2. 22 Março, 2008 às 11:54 pm

    Essa Cris xD

    Esse CD promete mesmo!

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: