Início > 4º Álbum, Live!, Turnê, Viva la Vida > Coldplay faz de Viva la Vida ensaio de turnê

Coldplay faz de Viva la Vida ensaio de turnê

Concerto grátis no Madison Square foi pontuado por falhas, bom humor e hits da banda inglesa

Ricardo Bairos, Nova York

O Coldplay fez na noite de segunda, em Nova York, o terceiro e último de seus shows grátis de promoção do disco Viva la Vida or Death and All His Friends. Depois de apresentar o álbum em Londres e Barcelona, a banda de Chris Martin teve outra prova de fogo à frente de um Madison Square Garden lotado. O show de pouco mais de uma hora foi uma espécie de ensaio aberto para a turnê mundial que a banda começa no dia 14, em Los Angeles. Eles podem ainda não estar prontos: um violão desafinado atrasou a parte intimista do show, a perda dos fones de ouvido do cantor rendeu refrão fora do tom e a letra de uma canção antiga foi esquecida (não pelo público, por sinal). Com bom humor, o Coldplay superou os problemas. ‘Pelo menos não há reclamações sobre o preço do ingresso’, disse o vocalista no início da apresentação. O show teve hits, mas as novas experimentações da banda com o produtor Brian Eno também funcionaram ao vivo.

‘Ele foi franco e disse que a gente tinha usado os mesmos truques muitas vezes nos três discos anteriores’, disse o baterista Will Champion em uma conversa com o Estado antes do show, no Hotel Bowery. ‘Se a gente gravava uma canção que soava muito convencional, ele ficava entediado’, completou o baixista Guy Berryman. ‘Ele tentou tirar a gente da nossa zona de conforto. Depois de fazer três discos parecidos, era uma preocupação nossa ampliar os horizontes.’

O show começou com a faixa de abertura do disco, a instrumental Life in Technicolor. Em um palco simples e na frente de um fundo preto como cenário, Martin, Champion, Berryman e o guitarrista Jonny Buckland engataram vários hits, a começar pelo primeiro single do novo disco, Violet Hill, seguido dos antigos Clocks e In My Place. ‘Algumas canções antigas a gente está tentando tocar de maneira diferente, para mantê-las interessantes, mas ao mesmo tempo reconhecíveis’, contou Champion.

O ponto alto da série de sucessos foi a canção que, com certeza, deve virar mais um dos hinos épicos da banda Coldplay. Viva la Vida foi o destaque do show. No mesmo dia, a banda tinha sido informada de que a faixa chegou ao primeiro lugar da parada de singles da revista Billboard, façanha inédita do grupo inglês na América. ‘Com muito marketing e um baixista bonitão é possível conseguir qualquer coisa’, brincou Martin no palco. O cantor, que tem fama de fechado e mal-humorado, fez várias piadas durante todo o show.

Grandes globos baixaram do teto com projeções ao vivo da banda, em preto-e-branco e cheias de efeitos. God Put a Smile Upon Your Face começou a capela. 42 foi aberta apenas com piano e voz. Square One e Trouble vieram a seguir. Lost! teve parte da letra projetada nos seis balões coloridos. Strawberry Swing fechou a parte mais convencional do show. Em seguida, no que Martin chamou de ‘caminhada da vergonha’, todos passaram pelo meio do público até o fundo da arena. Com Buckland no violão, ele cantou no meio dos fãs uma versão simples do primeiro hit da banda, Yellow, em um dos momentos de dar arrepios.

Em seguida foi a vez de Champion cantar uma versão da faixa If I Should Ever Fall From Grace With God, do The Pogues. Martin acompanhou na gaita. Durante o show, ele também foi e voltou dos teclados ao violão o tempo todo. Fix You, da qual ele esqueceu parte da letra e improvisou outra piada sobre os ingressos grátis, e a nova Lovers in Japan/Reign of Love fecharam a apresentação, com direito a chuva de confete colorido em forma de borboletas.

O disco Viva la Vida é ótimo, mas ganha mais vida no palco. É esperar para ver se os shows vão passar pelo Brasil. ‘Estamos desesperados para voltar!’, brincou Champion. ‘Se a gente puder escolher, com certeza vai rolar uma passada pela América Latina. Talvez seja no início do ano que vem.’ Por enquanto, há apresentações marcadas para a América do Norte, a Europa e o Japão.

Fonte: O Estado de S.Paulo

Advertisements
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: