Início > Uncategorized > “O Messias Careta”

“O Messias Careta”

A versão brasileira da revista Rolling Stone traz na edição 22 (julho/2008, com Barack Obama na capa) uma entrevista com Chris Martin que havia publicada originalmente nos Estados Unidos (uma tradução amadora já havia sido postada aqui também). Segue uma prévia da matéria que está no site da revista:

O Messias Careta

É tarde de maio em uma rua pacata no West Village, em Manhattan, Nova York. a porta de um carro se abre, e Chris Martin surge. Ele está vestido com calça e jaqueta preta com capuz. É muito difícil reconhecê-lo, e provavelmente era essa a idéia. Mas eis que ele começa a cantar “Girlfriend Is Better”, do Talking Heads, alto o suficiente para que as pessoas do outro lado da rua escutem. Ele não consegue evitar: é um canastrão. O cerco paparazzo, que veio após o casamento com Gwyneth Paltrow e o nascimento de duas crianças angelicamente loiras, o obrigou a certa reserva pública, mas ele parece não conseguir dar conta do recado. No momento em que Martin senta-se para o que segundo ele é “uma entrevista épica” – sete horas, divididas em três sessões -, o Coldplay está prestes a lançar o quarto disco de estúdio, Viva la Vida or Death and All His Friends. “É aterrador”, ele diz. Martin, 31 anos, idolatra Woody Allen com a mesma intensidade com que idolatra Michael Stipe, vocalista do R.E.M., e tem a rapidez de raciocínio do garoto atormentado que foi um dia – metade autodepreciação, metade autoproteção. A imagem de Martin como um asceta praticante de ioga e piscitariano (vegetariano que consome peixes) não é de todo errada, mas ele bebe uns drinques (uma cerveja Guinness, um uísque) no decorrer dos dois dias e fica quase ofendido quando eu hesito em pedir um hambúrguer em sua presença. “Eu não sou fascista”, diz. “Não vou denunciar você à Chrissie Hynde!”

Em contraste ao clima suave e acolhedor da música do Coldplay, Martin é quase irritantemente intenso: ele tem uma gagueira adorável, ao estilo Hugh Grant, mas quando sente mais firmeza no que está dizendo – o que é freqüente – seus olhos soltam faíscas, como se ele fosse um cientista louco explicando seus planos de dominação mundial. Essa energia, junto com a habilidade que sua banda tem para fazer um rock sincero e elevado, nos moldes do U2 – melódico e grandioso ao mesmo tempo -, foi o combustível da ascensão do Coldplay, de banda universitária para um dos maiores grupos de rock da década. Apesar de tudo, porém, Martin não consegue deixar de se achar um azarão. “Você tem que se manter faminto”, explica. “Se sua mulher já saiu com o Brad Pitt, você vai querer se garantir, me entende?”

Como estava o clima na banda no processo de criação do novo disco?
Nosso último disco foi muito malhado por algumas pessoas, e no final achamos que nenhum produtor fosse querer trabalhar com a gente. Nossa fama era maior do que nossa qualidade, e estávamos com muita vontade de melhorar, em um nível básico mesmo. Aí eu perguntei ao Brian Eno: “Você conhece algum produtor que possa nos ajudar a melhorar como banda?”. E ele disse: “Olha, não quero encher a minha bola, mas eu posso ser esse cara”.

Que avaliação ele fez da banda?
Ele disse: “As músicas de vocês são muito compridas. Você é muito repetitivo, usa muito os mesmos recursos. Tamanho não é necessariamente documento, vocês usam demais os mesmos sons, e as suas letras não são lá grande coisa”. Ele destrinchou a coisa.

Qual foi a reação de vocês?
Encaramos. Você pode sentar, olhar para os seus discos de platina e dizer: “Vai se foder, você tá falando merda”. Ou você pode falar: “Beleza, ele provavelmente tem alguma razão”. Brian e Markus [Dravs, co-produtor] nos analisaram num esquema meio de acampamento militar. Em 20 minutos, já tínhamos esquecido todas as vendas de discos.

Advertisements
Categorias:Uncategorized Etiquetas:
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: